Processo de criação de um estande.

Se você nunca participou de uma feira como expositor é provável que ao menos já tenha visitado uma. Então com certeza vai se lembrar da quantidade enorme de estandes que já viu e pelos quais passou.

O estande, esse espaço delimitado para o expositor, é uma peça-chave importantíssima nesses eventos. Mas o que nem todos imaginam é o estresse que pode estar por trás da criação de um! E se a correria é parte normal de qualquer evento - a irritação, ao contrário, precisa ser evitada. O segredo para isso? Planejamento.

Toda feira bem organizada pedirá, antecipadamente, a documentação e um projeto de estande. É preciso, então, esmiuçar cada etapa, que vai da concepção à abertura do estande.

Fases de criação

O sucesso de sua participação como expositor, tanto em feiras nacionais quanto internacionais, dependerá da atenção e cumprimento dos seguintes passos:

- Briefing: extraia e compreenda o conceito do produto e/ou serviço a ser apresentado, identificando as melhores soluções e a possível necessidade de ajustar o conceito original ao local da feira, à época ou ao público participante.

- Brainstorming: elaboração das ideias e produção dos primeiros rascunhos do que será (e como será) o espaço de exposição. Nessa etapa será definido o foco a ser dado à apresentação dos produtos/serviços. Aqui entram questões do tipo: “Que elementos representativos da imagem da empresa estarão presentes no estande? Como se dará a comunicação visual da marca? De que maneira abordar e convidar clientes para uma visita?”. Para responder a essas perguntas será necessário o trabalho conjunto dos setores de marketing e design, além da participação da área comercial. Um projeto de estande se inicia de fato quando essas áreas chegam a um acordo.



- Desenvolvimento: definição do funcionamento do estande; apresentação dos produtos/serviços; formato e estética do(s) ambiente(s); estimativa de circulação de visitantes; elaboração do visual. A aparência, inclusive, é um aspecto fundamental. É preciso oferecer um diferencial, mas com uma concepção e grau de interação com o público que sejam coerentes com a imagem da empresa. O espaço deve ser harmônico e proporcionar visibilidade aos itens expostos.

- Produção: aqui começa a produção física do projeto de estande, com a contratação da empresa de montagem. Essa fase exige acompanhamento constante – diário! – até a finalização e início da pré-montagem. Com o estande quase concluído ainda é possível analisar e ajustar detalhes do ambiente antes da conclusão.

- Montagem: como o tempo é muito curto é importante que os módulos já venham prontos (a montadora responsável deve garantir um bom acabamento). Quando o projeto de estande prevê um ambiente maior (pé-direito alto), é preciso contar com engenheiros para calcular a estrutura, já que não será possível contar somente com o piso do pavilhão.



Em resumo, um estande de sucesso deve aliar: 1. Um espaço funcional e confortável de circulação; 2. Iluminação adequada; 3. Boa distribuição dos produtos e/ou serviços; 4. Estímulo à interação com os visitantes.

Nunca é demais lembrar: pequenos detalhes criam grandes diferenciais.

E caso esteja procurando uma empresa para desenvolver um projeto para seu estande para a próxima feira, ficamos a disposição para desenvolver seu projeto.

0 visualização